Quando o futebol toma conta dos serões

Versão Portuguesa

E porque o meu Benfica foi campeão, vou utilizar este espaço para fazer um post sobre comportamentos masculinos aquando de futebol.
Quero ressalvar que sou uma Benfiquista feliz pela conquista do meu clube, mas tenho muito fair play, ou não fosse a minha metade da laranja um Portista incorrigível, que devo ressalvar me ofereceu no fim da época passada o cachecol de campeões 2014/2015 do Benfica.
Ah, quero ainda ressalvar que numa das únicas vezes que quis ser desagradável em relação ao FCP, acabei com uma indigestão. Por isso, vou manter-me longe de comentários desagradáveis, porque uma indigestão é horrível de curar…
Então futebol. Eu baseio este estudo, nos homens que me são mais próximos, o meu pai e o meu namorado. Se bem que o meu pai não vê jogos do Benfica, de contrário acabava a ter um ataque. Sei porem que todos os estudos têm um blind side, logo muitos homem não se vão enquadrar no que vou dizer… A esses, eu dou o meu bem haja, a mulher que te levar vai poder ver todas as novelas e reality shows e com certeza será bem mais informada que eu…

Quando se é adepto de futebol existe todo um ritual a ser feito.

Inicia-se com, escolher o melhor lugar antes do jogo começar, de preferência jantar antes ou depois, nunca durante. Durante comem-se batatas fritas de pacote ou uma tosta mista, bebe-se cerveja ou um leite achocolatado.
Quando o jogo começa não existe mais nada. O mundo para. Tu podes tentar conversar com o adepto. Alias, nesta altura tu, descobres que consegues viver num mundo solitário. Onde a resposta é o eco da tua própria fala…
Depois chega o intervalo, durante aqueles 15 minutos, dá para aproveitar para fazer o xixi (não se vai interromper a segunda parte, porque a bexiga está em sofrimento), dá para dar atenção aos que rodeiam. Dá até para reabastecer as bebidas e snacks. Mas mais importante, dá para ver como estão os outros jogos, comentar e a pelo menos 5 minutos de se iniciar a segunda parte, já têm de estar reposicionados.
A segunda parte inicia, o processo repete-se. Às tantas tu olhas para a televisão e pensas, estou a 10 minutos do fim deste mundo surdo. Voltas ao teu mundo de actividades solitárias.
Acabam os 90 minutos, e finalmente o mundo vai voltar ao curso natural. ERRADO!! O arbitro dá descontos de tempo. Mais 5 minutos de espera. Voltas à tua vida, enquanto o adepto se mantém a ver o jogo. Tu, que até percebes o básico de futebol, estás a rezar para que que não existam coisas como prolongamento nem penaltis. Num mundo não cruel, o jogo acaba ali, nos 95. Fim. A vida volta ao seu alinhamento, podes conversar sobre coisas importantes. Enfim, voltar a pertencer a um mundo com vida e cor. Só que não. O mundo é cruel. O jogo é estendido, e o adepto está a retomar energia para voltar a ver tudo. Raios, mais um bom bocado de suplicio.
Chegou ao fim IUPPI, ainda vais a tempo de ver aquela série que adoras!!! Só que não. Porque os canais televisivos, decidem transmitir todo o tipo de comentários ao jogo e ainda resumos alargados. Ora o que vai fazer o adepto?! Precisamente, vai beber aquilo tudo até chegar  à exaustão. Tu bem roubas o comando pela calada, e sem querer, mudas de canal. A reacção é a prevista, acabaste de mudar de canal num momento crucial daquela conversa alheia. Sim, porque aquelas pessoas, não estão a conversar com o adepto, estão a conversar entre elas.
Às tantas, acaba o debate, e ah finalmente vais poder ver televisão, andas um canal para a frente e pimba, mais um debate futebolístico. Ora bolas, mas isto vai ser assim todo o santo serão?!? Ao que parece sim, depois de um jogo e dois debates,já está mais do que na hora de ir dormir…
Qual é a sensação que tens? Não sei qual é a tua, a minha é a de que ainda bem que trouxe um bom livro para este serão, porque companhia perdi-a quando os jogadores entraram em campo.
Aos meus dois fanáticos de extremos opostos. Ainda que eu seja invisível para vocês quando joga o Porto ou o Benfica, eu gosto de saber que posso ir com os dois à bola, que vocês têm paciência para me explicar o que se está a passar no campo. Desculpem se não memorizo.
Ah e obrigada por me fazerem ver que o mundo é vermelho, branco e azul.
Só quero acrescentar, que Graças a Deus dias de jogo são 1 ou 2 vezes por semana em Portugal.
E porque isto é um blog de histórias e comida, nada melhor que uma pizza mentirosa para comer durante um jogo de futebol. Provavelmente já não vão querer jantar, porque tem aspecto de snack mas enche como um belo repasto!
English Version

And because Benfica was champion, I’ll use this space to make a post about male behavior at soccer.
I want to say that I am a happy Benfiquista the conquest of my team, but I have a lot of fair play, my better half is a fanatic of Porto, I must reveal that he offered me, at the end of last soccer season, the Benfica champion’s scarf 2014/2015.
Oh, I also want to say that one of the only times I wanted to be nasty with FCP, I ended up with indigestion. So it will keep me away from nasty comments because indigestion is horrible to heal …
So soccer. I based this study, in men who are closest to me, my father and my boyfriend. Although my father does not see Benfica games, otherwise ended up having an heart attack. I know however that all studies have a blind side, so many man will not fit in what I say … To these, I take off my hat, the woman that keep’s you, will be able to see all soap operas and reality shows and certainly will be much more informed than me …

When you’re a football fan there is a whole ritual to be taken care of.

It starts with choosing the best place before the game starts, preferably before or after dinner, never during. During you might eat tortilla chips or toasted sandwich and drinking beer or chocolate milk.
When the game starts there is nothing else in the world. You can try to talk to the adept. Incidentally, at this time you, the other person present, discover that living in a lonely world is what’s happening. Where the only answer is the echo of your own speech …
Then comes the break, during those 15 minutes, they go pee (they won’t interrupt the second part, just because the bladder is suffering), they pay some attention to the other person. They even refill drinks and snacks. But more importantly, they can see how other games are, and at least 5 minutes to start the second part, already have to be repositioned.
The second part starts, the process is repeated. Suddendly you look at television and think, I’m 10 minutes from the end of the deaf world, and return to your world of solitary activities.
Just 90 minutes, and finally the world will return to the natural course. WRONG !! The judge gives time outs. 5 more minutes of waiting. You return to you activities, while he continue glued to the match. You, a person that understands the basics of football, you are praying that there are no such things as extra time or penalties. In a not cruel world, the game is over there, at 95. The End. Life will return to its alignment, you can talk about important things. Anyway, back to belong to a world with life and color. Only it did not. The world is cruel. The game is extended, and the fan gains power to go back to see it all. Bollocks, more time.
Finally it came to an end IUPPI, I still have time to see that episode I love !!! Only it did not. Because the TV channels, decide to transmit all kinds of comments to the game and even sum up to the game. Now what will the fan do?! Precisely, will drink it all until you reach exhaustion. I even steal remote, and inadvertently change the channel. The reaction is expected, just change the channel at a crucial moment that eavesdropper. Yes, because those people are not talking to the fan, they are talking among them.
Suddendly the debate ends and I’ll finally be able to watch TV, you change channel and tcharam, another soccer debate. What the hell, but this will be the only thing to see?!? Apparently yes, after a game and two debates, it is now more than time to go to sleep …
How does it feel to you? I do not know what are your feellings, mine are that I’m glad I brought a good book for this because the company was lost when the players entered the field.

To my two fanatics. Although I am invisible to you when either Porto or Benfica play, I like to know I can go with both to a game, and ask a bunch of questions and you have the patience to explain to me what is happening in the field. Sorry if I do not memorize.
Just to say, thank God games are one or two in a week. At least in Portugal!
And because this is a blog stories and food, nothing better than a liar pizza to eat during a football game. Probably they will not want dinner, because it has the appearance of a snack but stuff like a beautiful meal!
PIZZA MENTIROSA
O que vais precisar?
  • Pão de forma;
  • 1 copo de leite;
  • Molho de tomate;
  • Queijo fatiado;
  • Queijo ralado;
  • O que mais gostares de colocar numa pizza;

Como vais fazer?

  1. Começa por aquecer o forno a 200º;
  2. Pega num tabuleiro e unta-o com manteiga, ou azeite, ou óleo;
  3. Cobre o fundo do tabuleiro com fatias de pão de forma, e molha com uma colher de leite cada fatia. A colher é das pequenas do tipo chá;
  4. Cobre todo o pão com queijo fatiado e repete o processo do pão, fatia e colher de leite;
  5. Depois faz como se fosse uma pizza normal, molho de tomate, ingredientes da pizza e por fim, queijo ralado.
  6. Leva ao forno por 40 minutos, com o lume mais baixo;
  7. Retira e serve, a base deve estar fofinha como as bases de pizza dos restaurantes de comida rápida.

WP_20150510_20_31_41_Pro

Bamos lá Cambada, todos à molhada!!!

Esta semana começou o mundial de futebol, ou como o país de recepção lhe chama, a copa do mundo. Até aqui nada de novo, não fosse o facto do meu namorado, e muitos outros homens, se tornarem, assim sem aviso prévio, praticantes da religião que se tornou o futebol. Como diria o senhor John Oliver, que esta semana teve o vídeo do seu programa a ser muitas vezes publicitado nas redes sociais, futebol é religião e a FIFA o seu Deus. (https://www.youtube.com/watch?v=DlJEt2KU33I)
Como é óbvio, não vou discutir Deuses. Cada um segue a religião que quer, contudo vejo-me obrigada a intervir nisto do fanatismo… Se estivermos a falar de um jogo onde a minha pátria mãe é uma das equipas, eu vou torcer, sofrer e vibrar. Agora, se se trata da pátria de outras pessoas, a mim não me faz confusão não ver. Faz confusão, é ver o Pedro a assistir Brasil-Croácia, sofrer e ainda resmungar comigo porque em vez de prestar atenção aos roubos na arbitragem, estou preocupada em ler um livro. Pior, quando no dia seguinte levei com mais futebol e vibrei com um golo, que na verdade era uma repetição, fui vaiada e criticada por não ter estado na minha santa sala, a rezar ao Deus FIFA para intervir na coerência da arbitragem. Pelo que percebi das ultimas conversas, todos se queixam do mesmo. Meninos, por favor, arranjem uma religião que vos faça uma catarse e não um ataque.
O meu maior problema é que durante a época futebolística, nunca vejo jogos com o Pedro, porque somos de dois opostos muito extremos. Assim, optamos por respeitar o outro, desrespeitando. Ou seja, quando chega o mundial ou o europeu, a tendência é vermos Portugal juntos. Porém, neste mundial, o Pedro decidiu que temos de respirar futebol, por isso, na televisão ou dá jogos do mundial, ou os comentários de futebol da Sic noticias. Pela Santa, Portugal ainda não jogou e eu já estou farta de golos anulados, arbitragem mal feita e FBI a tentar perceber se a FIFA afinal não é uma sociedade secreta que  monopoliza a brazuca! Que complexo, que nó no cérebro. Parece até que estou a ver um fora-de-jogo, que graças a um europeu bem vivido, um pai torcedor e um namorado paciente, aprendi a definir.
Digo por fim, que apesar de toda a pressão que sinto, estou a viver o mundial com muita fé, muito amor à camisola, muita revolta contra a equipa de arbitragem, e como diria o José Estebes,

“(…) Tragam as gaitas, as bandeiras e a pomada
Vamos dar-lhes uma abada, ensinar-lhes o que é bom
Vamos mostrar a esses carafunchosos
Por momentos gloriosos
Quem é a nossa selecção (…)”

(https://www.youtube.com/watch?v=E4XOuDl8TsA)

Como eu sou uma fã acérrima da nossa selecção, contando por isso sentar-me mais do que três vezes no sofá a ver a minha equipa a jogar, hoje trago um snack que podes comer durante o jogo. Batatas fritas com tudo. Ah pois é, não há como os snack de batatas fritas que trazem a casca incluída. Demora 20minutos no máximo a fazer e 15minutos na mesa, isto porque vai demorar até comeres a primeira visto que estás na torcida, mas depois o problema é parar de as comer.

SNACK DE BATATAS FRITAS COM TUDO

O que vais precisar?

  • 4 batatas grandes e de preferência não novas
  • 1 colher de vinagre
  • Água q.b.
  • sal fino q.b.

Como vais fazer?

  1. Lava muito bem as batatas, coloca-as numa bacia em água e com o vinagre, para sair toda a terra que possa existir;
  2. limpa as batatas com um pano;
  3. Com a lamina lateral que existe por norma nos raladores manuais, vai cortando a batata em fatias muito finas. Repete o processo para todas as batatas; Imagem
  4. Caso não as vás fritar já, deixa-as numa bacia com água e sal grosso. Se as fores fritar já, coloca-as sobre um pano para absorver a água natural da batata e depois frita em óleo bem quente.
  5. Depois de fritas polvilha com sal fino, parecem as batatas de pacote do supermercado.

PS: são também muito parecidas com as batatas fritas da hambúrgueria Munchen no Porto.

Imagem

Imagem