Coroa de natal… COMESTÍVEL!

Sim é verdade, estou a deixar um espaçamento grande entre post’s…. Vários são os motivos, mas o mais dramático é realmente o facto de ter direccionado os meus post’s, durante a quadra natalícia, ao Natal. Não que eu não tenha um sem fim de coisas que me faça chegar à cozinha. O que mais existe no culineiro cá de casa são receitas natalícias. O problema chama-se, gostaria de um pequeno rufo para isto, ‘A Angélica continua em dieta’.

O facto é, eu estou em dieta deste dia 1de Julho, segundo a minha endócrinologista, isto é coisa para durar assim toda a vida. Ora, eu andava no caminho certo, contudo fui ate Londres, e o meu cérebro numa das suas tentativas e sabotagem, disse:’ Angélica, Angélica, ferias são férias. São de tudo, inclusivamente dessa dieta’. Eu tentei explicar ao meu cérebro, numa batalha perdida, que não era bem assim. Ou seja, eu TENTEI portar-me bem, mas foi difícil… Eu recorri sempre ao “mais saudável”, mas julgo que o efeito não foi o surtido… Pois bem, as férias acabaram e eu fui entregue aos Meandros do Natal. Ou seja, a coisa boa para o paladar é péssima ao fígado.  Falo do chocolate, doces fritos (que contraste tão manhoso), nozes… Enfim, tudo coisas que a minha doutora das endócrinas me PROIBIU de ingerir… Porém, Angélica não come… num mundo perfeito, num mundo normal, cheio de imperfeições, a Angie esquece-se… Come nozes à socapa e sente um prazer quase pornográfico. Rouba um Ferrero Rocher  e diz a si mesma, hoje vais ao zumba ou ao pilates e isto, olha, vaptivupe… Ou assim eu espero. Parece-me, não tenho certeza, que não estou a emagrecer os não sei quantos poucos kg a doutora Sara mandou… Ou seja, de cada vez que este pensamento me surge, entro no chamado ciclo vicioso… Fico stressada, como qualquer coisa, sabe-me mal porque me desabituei  a comer, procuro algo saudável, e como… em demasia, sinto-me de estômago reconfortado mas cérebro desorientado, como uma peça de fruta, respiro, acalmo. Então olho para o calendário e penso,  hmmm Natal, rabanadas, bilharacos, nozes, Guylian’s… Entro em luta com o meu cérebro, vou à cozinha, como uma fatia de fiambre de aves. Daí ao descalabro são segundos e não sei o que acontece a seguir.

O problema de olhar para o calendário, prende-se com o facto de ter a próxima consulta à porta. Já  marquei para antes do Natal para estar descontraída e afinal, de descontraída não tenho nada…. Bolas acabei de fazer uma coroa de natal comestível, experimentei e estava óptima, justifiquei o pecado com, vou ao zumba. A aula correu bem, deu para desfazer muita coisa. Contudo se o sistema digestivo funcionar correctamente, tenho para mim que ainda não consegui desfazer a fatia de coroa de hoje. Digamos que o feriado foi longo, ou seja, mais horas para comer….

Estou em pânico, 5meses de trabalho árduo e de repente, estou quase a deitar tudo fora em prol de mais delicias Natalícias… Acho que me vou fechar numa solitária, flagelar-me e sair a tempo e fazer a próxima receita deste espaço… Para piorar, saiu a revista deste mês do continente… A capa é a coroa comestível, que vem a dizer: “Angélica elabora-me, mas troca as framboesas e a canela por uma cena tua”. Eu sou uma fraca… mais uma vez cedi. Pimba, fiz a dita cuja, mas com nozes e chocolate… Daqui entrei no ciclo vicioso descrito, anteriormente.

O que me salva é ser Natal, e ninguém levar a mal… ou será que isto acontece somente no Carnaval?!

COROA DE NATAL (adaptado de continente magazine, nº51 Dezembro2014 http://chefonline.continente.pt/receitas/coroa-de-canela-e-framboesas)

O que vais precisar?

  • 600gr de farinha;
  • 1 colher de chá de sal fino;
  • 240ml de leite morno (eu usei magro);
  • 30gr de fermento fresco (eu usei só 25gr);
  • 60 gr de manteiga derretida (eu usei vaqueiro liquida)
  • 2 gemas de ovo, guarda as claras;
  • 4 colheres de sopa de açúcar;
  • manteiga para untar a forma;

Recheio

  • 70gr de manteiga amolecida (eu usei light);
  • 1 colher cheia de açúcar;
  • 2 colheres bem cheias de chocolate em pó;
  • 200gr de nozes , sem casca, e cortadas grosseiramente;
  • Açúcar em pó q.b.;

Como vais fazer?

  1. Mistura o leite com o fermento, a manteiga derretida, o sal, o açúcar e as gemas. Reserva, por 10minutos;
  2. Peneira a farinha para uma vasilha e abre um buraco no meio, tipo vulcão. Coloca a mistura anterior la para dentro e com auxilio de um garfo vais misturando a farinha ao restante. Assim que conseguires, amassa com as mão e faz uma bola de massa. Tens de usar toda a farinha. Não vale desistir;
  3. unta a vasilha com óleo, coloca a bola de massa dentro, cobre bem e deixa repousar, 2h é suficiente para aumentar de volume;
  4. Enquanto o tempo passa prepara o recheio;
  5. Mistura o chocolate em pó com o açúcar e a manteiga, faz uma espécie de pasta. No fim, adiciona as nozes e mistura bem;
  6. Quando a massa estiver pronta a ser trabalhada, abre-a numa superfície limpa, mas polvilhada com farinha e espalha o recheio, adiciona uma camada de açúcar em pó por cima, para ficar bem mais docinha;
  7. Faz um rolo, e depois um corte longitudinal. Entrança as duas faixas, e enrola numa coroa;
  8. Unta uma forma com manteiga, polvilha com farinha, unta a coroa com as claras que sobraram e leva ao forno;
  9. 25minutos a 180º. Vai vendo se não está a queimar, e no fim vê se está cozida;
  10. Retira, polvilha com açúcar em pó e serve.

O meu resultado foi o seguinte.

WP_20141209_16_32_17_Pro

WP_20141209_16_35_11_Pro

WP_20141209_16_36_24_Pro

WP_20141209_16_36_36_Pro

E tu tens um Arsénio?!

Para começar, antes de qualquer história que me leve às minhas tortas de chocolate, quero aqui descobrir um dos problemas da minha família. Nós temos vários Arsénios. O que é um Arsénio? Um Arsénio, é um pai extremamente preocupado e presente, que quer ir às consultas médicas com as filhas, contudo não sabe respeitar horas. É um marido extremoso, que quer acompanhar a esposa nas lides familiares, mas perde-se a jogar solitário e chega sempre 20 minutos depois do combinado. É aquele amigo a quem nós dizemos, o jantar é às 8 e ele vais chegar às 9, e sempre com aquele ar de quem sempre esteve presente. Tu é que não lhe disseste a hora correctamente. Resumidamente, esta pessoa é o meu pai. Para mal dos meus muitos pecados, herdei um bocadinho deste defeito e graças a isso o Pedro passa a vida a perguntar se eu não sei ver horas…

Na segunda, dia 10, fui visitar a minha endócrinologista. Eu vou lá com medo de mim mesma, sempre a achar que estou mais rechonchuda e vou levar uma descompustura. Por isso mesmo, dois dias antes, pelo menos, restrinjo-me de tudo… Contudo esta semana tal foi impensável. Houve uma festa de família, e parecia mal eu não experimentar os trabalhos culinários das minhas primas… ou seja andava sobressaltada. Se tudo isso não fosse suficiente para me fazer sentir a gordinha do pedaço, eis que chega ao dia da consulta e o meu pai decide que está na hora de ser Arsénio… Em suma, devíamos ter chegado à clínica com tempo, para eu não entrar em stress e só pensar em chocolate, e o que decide o meu pai fazer? sair de casa, 30m depois do combinado… já estava eu quase a chegar ao Porto a pé quando o meu pai apareceu com o ar de Arsénio:”Ah eu pensei que a consulta fosse às 10.30″. Fomos a correr como loucos, para conseguir não atrasar consultas, pelo caminho eu vesti-me de elefante trombeta. Ou seja, sentia-me a gordinha do pedaço e de cara fechada… Pronto é assim, os elefantes apesar de serem gordinhos e trombudos, são lindos… O mesmo não se podia dizer de mim, que para piorar trazia o cabelo cheio de electricidade estática…

Finalmente cheguei à sala de espera pela consulta, eu rezei a todos os santos que conheço (e são muitos, porque a minha educação é cristã) para que a Doutora Sara não estivesse atrasada. Quando olhei para o placard, devo ter ficado com pior aspecto do que o que já tinha porque o meu pai disse:” Viste, tínhamos taaaaanto tempo. Não sei o porquê dessa cara” (eu digo-te o porquê, quase me sentia um boneco anime de tão irritada). Finalmente, a menina da secretaria chamou-me, lá vamos nós, eu e o meu pai em direcção à consulta. No curto espaço de tempo que une o gabinete de espera ao consultório eu pensei; “para que trouxeste o pai? ele vai dizer o que diz desde a primeira consulta, que tens de perder mais uns quilos, que a dieta que tu fazes não é a mais correcta, que tens de correr e caminhar mais. Que a sopa é a solução para tudo.”. Ainda neste espaço e já a 2 passos do gabinete o meu cérebro ressaltou e disse-me:”Angélica ele vai ficar extremamente feliz por saber que és uma moça mais saudável, ainda que não o demonstre”. Nesta altura a Doutora Sara estava a dizer que eu estou lindíssima, magríssima com óptimo aspecto, eu abri um mega sorriso de um misto de nervoso com alegria e lá começou o meu pai:”Pois está doutora, mas esta dieta…”. Eu acabei por desligar e concentrei todas as energias positivas no momento, Angélica+balança. Disse à médica que tinha de descontar peso porque eu estava carregada de roupa (fato verdadeiro visto estarem 10º na rua), e que tínhamos de descontar as minhas botas de salto ( de 1.5cm). Ela teve um ataque de riso, deixou-me descalçar e pesou-me.

Vamos parar um bocadinho. Sabes aquele programa da televisão o peso certo? Sabes o momento da pesagem? por norma a essa hora eu estou sentada no sofá, a comer alguma coisa que mais dia menos dia me vai oferecer uma afta, e olho para os gordinhos e penso:” é que não queria mesmo nada estar na tua pele” ou “Fogo, que nervosismo”. O mais engraçado é, agora sou eu à procura do peso certo e a Doutora Sara é a apresentadora do programa. O meu pai faz o papel de espectador expectante e ao mesmo tempo de treinador, sim porque não há pessoa que me diga mais vezes:”não comas isso que te faz mal”. Pronto há, é o Pedro, mas ele nunca pode ir ás consultas e por isso cabe ao meu pai fazer os dois papeis sozinho. O de espectador e treinador.

Então ela pesou-me. LOUCURA!!! Tinha perdido mais 3kg. Eu respirei, mas já depois de sair da balança, de contrário ainda havia uma qualquer oscilação nos gramas e o caldo estava entornado. A médica deu os parabéns, o meu pai… o meu pai ranhosou, porque esta dieta não é o que ele entende como dieta… De notar, que a médica é endócrinologista e o meu pai construtor… contudo até ele encheu o peito de orgulho. Foi tão bom. Entretanto vieram más noticias:” Angélica pelo menos mais 3kg tens de perder”. O meu pai achava que eram 10kg, ao menos aqui a Doutora deu-lhe o ar reprovador.

Viemos embora, eu vinha satisfeita, um bocado desolada por ter de continuar a dietar mas satisfeita. Fomos tomar café, e o meu pai que até ao momento só disse coisas como:”Ainda tens muito trabalho pela frente” e “Não podes desistir”, disse:”traz uma coisa boa para comermos”. Sim, este meu pai é um tentador. O problema é que eu sou de tentações e comprei um croissant para os dois, metade para cada um. Disse a mim mesma: “logo vais ao Zumba e isto desfaz-se”. Foi só para festejar…

Contei à minha mãe a boa nova, que não ficou nada satisfeita porque segundo ela já estou muito magrinha. Contei ao Pedro, que por seu turno também achou um exagero e diz que um dia destes sou um esqueleto… que fofo. Foi um dia em cheio, tudo estava direccionado para a aula de zumba, que ia acalmar o meu dia de stress… Contudo abateu-se uma intempérie e no sofá da sala estava um cobertor a cantar a musica:”Angieeee anda até mim ronronar”. Viste, mais uma tentação. EU CEDI. Senti-me como o Ulisses entre as sereias… mas ele safou-se, eu deixei-me levar pelo canto do sofá. Liguei a televisão… Pimba, Prato do dia com a Filipa Gomes… Sobremesa, torta de Azeitão. BABEI. Os meus ultimos 3 kg perdidos estavam ali a olhar para mim e a cantar:”Recuperaaaa-ossss”… O que foi que eu fiz?! Pensei na receita para hoje… Torta de Angélica. que tem a base da torta de Azeitão, mas o recheio que chama por mim… NUTELLA….

Isto foi tudo, tudo devido ao Arsénio cá de casa. Ele atrasou-se eu perdi a cabeça… Bolas… Agora tenho de perder os 3kg que faltam e ao mesmo tempo olhar para a torta… Angélica, Angélica um dia destes a Doutora Sara descobre este espaço e tem um principio de AVC….

TORTA DE ANGÉLICA (baseada em http://www.24kitchen.pt/series/prato-do-dia-2/receita/torta-de-azeitao)

O que vais precisar?

  • 10 ovos;
  • 180gr de açucar
  • 50gr de amido de milho, também conhecido por farinha maizena;
  • Nutella qb.

Como vais fazer?

  1. Forra uma forma com papel vegetal e unta com margarina;
  2. Separa as gemas das claras e bate as gemas com o açúcar;
  3. Adiciona ao preparado anterior, amido de milho peneirado. Mistura com uma colher de pau;
  4. Bate as claras em castelo, têm de ficar bem espessas;
  5. Mistura os dois preparados com auxilio de uma colher de pau e verte para o tabuleiro;
  6. Liga o forno nos 150º e deixa aquecer. Enquanto isto, a massa vai repousar e perder algum volume. Quando o forno estiver quente coloca-lhe a massa e deixa cozer por 15/20minutos;
  7. Retira do forno a massa, deixa arrefecer e vira para uma folha de papel vegetal;
  8. Barra o lado que tens para cima com nutella, ou creme de chocolate;
  9. Enrola e deixa ficar 1/2 minutos;
  10. Retira o papel vegetal, e corta o rolo em partes iguais, a mim deu para três tortinhas;
  11. Polvilha com açúcar em pó e serve…

WP_20141112_15_09_44_Pro WP_20141112_15_10_00_Pro WP_20141112_15_10_35_Pro WP_20141112_15_10_52_Pro

PS: Voltei a esquecer-me que tenho o caminhada de três kg pela frente….