Dama de honor parte final!

Este post traz um atraso descomunal…. de quem é a culpa?? Provavelmente minha. Dizem os meus sábios pais que: “quem vai à festa três dias não presta”. No meu caso já se foram 5 dias e eu ainda me sinto a ressacar.

Pois bem, aqui a dama de honor foi honrar compromissos, e no sábado passado ajudou a noiva a não tropeçar no vestido. Assim achava eu, que a minha primordial ocupação era manter a noiva de pé… ao que parece fui péssima nessa actividade, estava mais concentrada em chorar baba e ranho, do que me preocupar com o véu mal colocado. Até o Sr. Padre reparou nisso… Segundo ele era função das damas de honor ser um bocadinho de acólitas na missa, mas nem eu nem a Sofia tínhamos cabeça para tal. Acabei por levar um raspanete em plena missa, porque me esqueci de auxiliar o Padre na entrega do pão às crianças… Eu fui ajudar, mas já fui tarde… Ora Padre que é Padre não dá ponto sem nó, e aqui a menina acabou picada pela agulha. Terminada a celebração, eu e a Sofia fizemos o serviço final, que era distribuir pétalas e bolas de sabão pelos presentes, orientar as pessoas para a foto de família, e distribuir o lacinho dos carros. Acho que nesta parte merecia nota 20, ou como dizem os nossos irmão de língua, nota 10.

11210483_10205165821603465_2420043538983596130_n

Direccionamo-nos para o local do copo de água, eu e a Sofia descontraímos, aqui os noivos são Reis, a noiva não vai precisar de nós. Engano, a noiva tem uma mini bexiga e precisa de ajuda para ir à casinha. A brigada vermelhinha, foi lá e ajudou. Acabei de inventar este nome para mim e para a Sofia, visto a nossa indumentária ser vermelha intensa, assim como as cores do meu Benfica. Depois deste momento, a noiva entregou-se à festa e se bem me recordo, só voltamos a ser requisitadas no momento bouquet da noiva. Porém, isto aconteceu já quando a procissão estava de regresso à capela.

Regressemos ao momento, chegada ao copo de água. Eu fui verificar as mesas e percebi que estava numa mesa muito bem acompanhada. Depois reflecti e percebi… Então eu vim para a mesa do personal trainer do ginásio???. Oyeah, eu calhei na mesa do Duarte, o meu primo personal trainer, no ginásio onde eu finjo fazer exercício físico para me manter em forma… Todo o santo casamento ouvi aquela voz a descrever as horas de exercício, a que teria de ser submetida, depois de comer o que estava a comer… Rais parta o menino. Acabei por me desfazer na pista de dança, dei cabo da virilha e na segunda-feira quando fui ao ginásio estava lesionada, ou seja todo o exercício de pernas foi p’ró tecto… Queria eu mostrar que estava em forma, mas afinal ainda tenho muitas horas de passadeira para correr.

O casamento foi acontecendo, tudo muito bonito, a minha mesa estava meia morta, porque todos estavam envergonhados para dançar. A minha sorte, é que o Pedro sabe a namorada que tem e alinha. Acabamos muitas vezes sozinhos na pista de dança, outras vezes acabei eu sozinha… Não que eu estivesse alcoolizada, errado, eu sou alérgica. Somente porque estava contente, e sentia-me à vontade no meu vestido incrível!

As horas foram-se passando, o bolo da noiva foi cortado e chegou ao momento que eu achava temível para muitas solteiras, mas afinal é temível para muito solteiros. É o caso do Pedro, o Diogo e o João. Ora todas as solteiras são chamadas à pista, a brigada vermelhinha estava com tudo sob controle, para actuar no momento certo. Como ambas não somos casadas, aproveitamos e fomos também ao momento ramo da noiva. Neste momento, para alem de mim e da Sofia e muitas outras convidadas, estavam a Raquel, namorada do Diogo e Blogger no bookshellf e a Milai, namorada do João. Estamos nós ali, hiper descontraídas, conscientes que não nos vai cair a nós o ramos no colo e é então que eu olho para o lado… O Pedro, o Diogo e o João, estão os três com ar de pânico e stress a rezar para que a sua namorada (respectivamente) não seja bafejada pelo ramo da noiva. A Milai e a Raquel já tinham saído da roda, mas eu ainda lá estava. O Pedro estava horrorizado por eu ainda ali estar, foi então que a noiva cortou a minha fita, eu fui a correr ter com o Pedro e disse:”podes respirar, eu não sou a próxima”. O resultado foi o sorriso mais irresistível que o meu namorado me podia oferecer. Como se o euromilhões lhe tivesse saído. Enfim, um casamento de cada vez e com espaçamento suficiente, para ser possível voltar a rechear os bolsos. Como sempre, o momento ramo da noiva é mais para a noiva e a bafejada, que no caso foi a Sofia, que casa em Setembro. Pois então, e as outras solteirinhas? A noiva pensou, nisso e calhou a mim e à Sofia distribuir o ramo de chupas a cada “não-bafejada”. Honestamente, julgo que ficaram mais bem servidas. Que o digam os rapazes da minha mesa, que se apresaram a brindar com chupas, o facto de não serem os próximos a casar.

Em resumo, a festa foi lindíssima. As damas de honor foram incríveis, é isso que vou escrever no meu CV quando acrescentar:”Maio de 2015- Dama de honor”. Os convidados energéticos, é sem duvida uma festa a repetir. Não sei quem será a próxima, mas o que a gente quer é casamentos com muito kuduro, brasileirada, kizomba, o que for. O que se quer é festa.

Viva a festa.

11058655_10206440110146673_78832647105442742_n 11188258_10204016001548154_4480290594195825973_n

Hoje o Angie Clouds completa 2 anos, e também vai haver festa. Não do tipo casamento, mas do tipo aniversário. Ainda não está bem pensado. Contudo, vai acontecer. Dizem os meus pais que:” até ao S. João é com devoção”, por isso ainda vai a tempo.

Ah e hoje não trago receitas, ainda estou com o estômago estragado e sábado tenho mais festas… mas sobre essa conto noutra altura.

Anúncios

Dama de honor…

Versão Portuguesa

A minha irmã está a menos de uma semana de subir ao altar. Ou seja o cerco está a apertar. Estou contente que ao fim de 3 anos e pico de noivado tenha finalmente chegado à data planeada. Espero honestamente que sejam felizes e tenham uma vida bonita.

O problema em relação ao casamento, recai para os lados. AS DAMAS DE HONOR.

Ora bem, eu sou fã do TLC. Para alem de programas com gravidas que ninguém imaginava, nem a própria grávida, que estava grávida, gosto de Organização de casamento, o vestido da noiva. O vestido das noivas ciganas e casamentos ciganos. Os flops de casamentos…. Enfim acho um piadão. Por norma neste canal quando há noiva à dama de honor. Esta era a parte que eu achava sempre que devia ser um papel interessantíssimo num casamento. Até ser convidada pela minha irmã para ser a sua dama de honor… Eu e a melhor amiga… Vejamos, por onde começar??? Já sei. Pelo inicio.

Desde a satírica decisão há mais de um ano atrás que eu ouço perguntar se a despedida de solteira está preparada, se o vestido está escolhido, se o tecido está comprado. No inicio a pessoa vai chutando para canto, ou seja:”Sim tudo está orientado, até porque ainda falta um ano”. As tantas faltam 6 meses, e a noiva encarna a personagem BRIDEZILLA… que é uma espécie de godzilla com um vestido branco, grinalda na cabeça e boca aberta até traz com ar de quem vai comer o que passar à frente…. A minha irmã está nesta personagem há já alguns meses, e torna-se dramático quando a outra dama de honor também se tornou uma made-of-honorzilla. Ou seja, imagina-te depois de tudo orientado, tu pensas:”Ok amanha é a despedida de solteira, vou dormir bem para amanhã estar no meu melhor e dar o apoio necessário à Marta e à Sofia”… Só que não, 10 para as 9h da manhã toca o telefone com a bridezilla a reclamar o dia e a dizer, levanta-te que chegou o dia da minha despedida de solteira… hmmmm ainda não são 9h tu não dormes?!?!?! Viras-te para o outro lado, desligas a ficha, voltas a dormir… Só que não, porque sentes que estás a falhar na única tarefa que te foi dada, a de fazer de tudo para que a noiva se sinta incrível… Raios… Levantas-te e inicias a tua lista de tarefas, que segundo as tuas contas não dura mais de 1h… Só que não, porque ás tantas tens tudo para organizar. Inicias num ritmo lento, mas há hora que chega a outra dama de honor, o teu corpo funciona a 1001 e o teu cérebro a 1, porque está com uma dor de cabeça latejante…e porquê? Porque a Bridezilla acordou-te a horas inapropriadas… Bolas.

Depois tens de ir provar os vestidos para os retoques finais, tu e a made-of-honorzilla. Ela consegue que o cérebro lhe acompanhe o corpo, ou seja ela está a 2000 e eu tento acompanhar, mas já está tão complicado. A made-of-honorzilla é linda e eléctrica e eu sinto-me meia adormecida com todo o filme a passar-me ao lado. Ela manda e eu faço, e não abro a boca nem para dizer calma… não consigo, sou altamente contagiada pela agitação dela e vou no barco… mas o barco balança e a minha cabeça queixa-se… Raios está a chegar a hora e eu neste estado… Lá consigo ultrapassar as dificuldades, e estar pronta para a festa. Enquanto eu estou pronta, a Sofia está Hiper-pronta. Eu agradeço, alguém tem de acompanhar a excitação da noiva. A festa decorre da melhor forma possível, pelo menos deste meu ponto de vista meio adormecido.

São 2h da manhã, eu pareço um zombie. A noiva está hiper-contente, a outra dama de honor eléctrica e cheia de vida… A frase que se impõem entre as três é:” P’rá semana vai ser incrível”. Eu dirijo-me finalmente para a minha cama, e pelo caminho penso, para a semana vai ser pior que o sofrimento do Ulisses durante toda a Odisseia… Ainda por cima vamos dormir todas cá, na noite antes do casamento… Como vou conseguir que o casamento corra bem se ninguém vai conseguir dormir?! Aqui vou eu atrás das zillas, se o Godzilla tinha um amigo bacoco, esse amigo sou eu nesta história…

Hoje trago, caracóis de enchidos, que foi uma das entradas na despedida de solteira!

English Version

My sister is less than a week to go up to the altar. Meaning that is getting really close. I am glad that after 3 years and something of engagement they’d finally reached the planned date. Honestly I hope they’d be very happy and have a beautiful life.

The problem in relation to marriage, falls sideways. THE MADE OF HONOR.

I’m a TLC fan. Besides programs with pregnant that no one imagined, nor the woman herself, who was pregnant. I like wedding planners, say yes to the dress. American gipsy wedding. The wedding’s flop …. Anyway it amused. Usually, at this program when there is a bride there is a maid of honor. This was the part I always thought should be a very interesting role in a marriage. So my sister invited me to be her maid of honor … Me and her best friend … Let’s see, where to start ??? I already know. The beginning.

Since the satirical decision, more than a year ago that I hear her asking if the bachelorette is prepared, if the dress is chosen, if the fabric is purchased. At first you say: “Yes everything is oriented, because there is still one year.” then it is only 6 month to go, and the bride embodies the character BRIDEZILLA … which is kind of godzilla with a white dress, and a wreath on the head and an open mouth to eat what moves …. My sister is in this character several months ago, and becomes dramatic when the other maid of honor also became a made-of-honorzilla. That is, imagine yourself after all oriented, you think, “Okay tomorrow is the bachelorette, I will sleep well so tomorrow i’ll be at my best and give the necessary support to Marta and Sofia” … But no, 10 for 9 am the phone rings with the bridezilla to claim the day and to say, today is my bachelorette … hmmmm not yet 9am… Don’t you sleep?!?!?! You turn up to the other side, hang up the wire, turn to sleep … But no, because you feel that you are failing in the only task that was given to you, to do everything for the bride to feel amazing .. . Damn … You lift, and you initialize your list of tasks, which according to your accounts lasts no more than 1h … But not, because so many has to be organized. You start at a slow pace, but then the other maid of honor arrives, your body works to 1001 and your brain to 1, because your are suffering from a huge migrane… and why? Because Bridezilla woke you up really early … Balls.
Then you have to go try the dresses for the finishing touches, you and the made-of-honorzilla. She gets the brain and her body sincronized, I try to follow, but it is already so complicated. The made-of-honorzilla is beautiful and electrical and I feel half asleep with the whole movie to pass me on the side. She gives orders and I do not open my mouth to say calm down… I can not, I am highly infected by her agitation and go on board … but the boat balance and my head complains … God the time is coming and I’m in this state … I can overcome the difficulties, and be ready for the party. While I’m ready, Sofia is Hyper-ready. I appreciate it, one has to follow the excitement of the bride. The party takes place in the best possible way, at least this is my point of view… half asleep.

At 2 am, I look like a zombie. The bride is hyper-happy, the other maid of honor electric and full of life … The sentence imposed between the three is “Next week it will be amazing.” I finally I turn to my bed, and by the way to it, I think, the week will be worse than the suffering of Ulysses throughout the Odyssey … To top it off we will all sleep here on the night before the wedding … How can we get the wedding goes well if no one will be able to sleep ?! Here I go behind zillas… if Godzilla had a friend Cuco, that friend is me in this story …

Today I bring of sausage curls that was one of the entries in the bachelorette.

CARACOIS DE ENCHIDOS

O que vais precisar?

  • 3 colheres de sopa de azeite;
  • 3 colheres de sopa de molho de tomate;
  • 3 dentes de alho, descascados e cortados finamente;
  • 200gr de chouriço cortados em pedacinho/presunto/bacon;
  • 100gr de queijo mozarella;
  • massa quebrada;

Como vais fazer?

  1. ao lume colocaso azeite com o alho e deixas começar a estalar. Nessa altura adiciona o molho de tomate.
  2. Mistura tudo muito bem. Desliga e deixa arrefecer;
  3. Estica a massa quebrada, pincela-a com o preparado de tomate já frio;
  4. Adiciona o enchido e o queijo;
  5. Enrola a massa, como se fosse um rolo e leva ao frigorífico por 20 minutos;
  6. Unta uma forma grande com azeite, e liga o fogão a 250º;
  7. Corta o rolo com espaçamento de 1 dedo;
  8. Dispõem na forma e leva ao forno;
  9. Quando começar a ganhar cor,  retira e ser. O resultado deve ser parecido com este.


IMG_1189 IMG_1191

Sistema nervoso central a colapsar….

Versão Portuguesa

A minha casa está em reboliço… a culpa é o evento do ano para os meus pais, a Marta vai casar.

Estamos a praticamente um mês de distância, vá um mês e uma dúzia de dias, e a minha mãe está a começar de se preocupar com o que, do meu ponto de vista pouca importância tem. O aspecto da nossa casa…

Esta casa foi inaugurada, poucos dias depois de eu ter nascido. Nunca vivi em mais lugar nenhum e sempre achei a minha casa o meu porto de abrigo. O meu lugar. Ou seja, quando ouço coisas como limpezas de Páscoa e limpeza para o casamento, fico algo assustada. Estas limpezas, implicam pintar paredes, encerar madeiras e esfregar o chão. Ou seja, a minha tão amada casa perde parte da sua identidade. Deixa de cheirar à minha infância, deixa de ter os meus dedos marcados na parede, coisa que eu acho quase ofensiva, porque são marcas da minha arte. E o chão torna-se imaculado… IMACULADO. Bolas, então e os pelos do cão, que anda tão esforçado em os largar??

A verdade é que o motivo é nobre, a menina “mais grande” dos meus pais vai à Igreja, pedir bênção para o casamento que já concretizou aos olhos da lei. Vai ser dia de festa, os meus pais vão abrir portas de casa aos amigos e familiares, para que a Marta “saia do lar” e se entregue à nova etapa da sua vida, o casamento abençoado.

Eu compreendo a felicidade, afinal muitas de nós sonham com o dia do casamento e tantas outras sonham com o dia do casamento das filhas. Chama-se o dia mais feliz da vida de uma mulher… a seguir a ser mãe, acho eu que nem casada nem mãe sou. Sei no entanto que cá em casa o nervoso miudinho começa a despoletar. O que não é nada agradável, pelo menos para mim, cujo nervoso miudinho se centra no facto de já terem iniciado as “limpezas para o casamento”.  Obviamente que não estou nervosa com o casamento da minha irmã, é a lei da vida. Agora pintarem as paredes, darem a volta à sala, lugar onde tantas vezes dormi e neste preciso momento estou a usar como escritório, é um abuso. Ela não vai casar com a casa, engalanar a casa serve para enganar os fotógrafos, porque na verdade não é assim que somos. Nós somos pessoas que vivem a casa… Estas atitudes lembram-me a ida ao cabeleireiro, aquando do casamento do meu primo Arsénio. Ele casou em Alvarenga e tivemos de sair de casa muito cedo e por isso fomos ao cabeleireiro no dia anterior. a tia Lina, mãe do noivo, pediu para lhe fazerem uma “banana”, a cabeleireira fez e ela passou a noite em claro para não estragar o cabelo… NA NOITE ANTERIOR AO GRANDE DIA… Eu estava tão cansada no dia do casamento que nem aproveitei muito bem, foi bonito e simples, mas não me recordo de muito mais do que ser beijada pelo ramo da noiva… Ora aqui está outro assunto que me assusta nos casamentos. A noiva atira o ramo e a solteira que o apanha é a próxima a casar, faz 10/11 anos que o meu primo casou e eu nem pedida em casamento fui. Logo isto é só um forma de dissimular a realidade. O dia é da noiva, e ponto. Ela está preocupada em aproveitar o facto de ser a rainha e princesa, achar que ela vai partilhar parte dessa “sorte” é ser-se inocente… Por falar em o dia é da noiva. Se o dia é da noiva porque raio andam os meus pais estafados em deixar o meu ninho mais “bonito”? Não é o meu ninho que vai casar, é a Marta…

Vês, nervoso miudinho, é isto que o casamento me está a fazer, mexer com o meu sistema nervoso centrar… Raios.

O que acontece quando mexem com o meu sistema nervoso central!??! MUITO BEM, fui para a cozinha. FAZER O QUÊ?? Tartes de maçã como as do McDonalds… O problema é que amanha vou à endocrinologista… Parece que a estou a ouvir quando lá chegar amanhã:”Que aconteceu com a minha magrinha que está a ficar outra vez redondinha”. Se ela me diz isto eu desato num ataque de choro e culpo o facto de me terem pintado a sala…

English Version

My house is in turmoil … the blame is the event of the year, to my parents, Martha is going to marry.

We are barely a month away, well a month and a dozen days, and my mother is starting to worry about what, from my point of view has little importance. The appearance of our house …

This house was opened a few days after I was born. I have never lived anywhere else and always saw my home as my safe haven. My spot. That is, when I hear things like Easter cleaning’s and cleaning for the wedding, I get scared. These wipes, imply painting walls, waxing woods and scrub the floor. That is, my beloved home loses some of its identity. The smell of my childhood gets away, no longer my finger’s marks are on the wall, which I think almost offensive, because they were brands of my art. The ground becomes immaculate … IMMACULATE. Poor dog that works so much to leave is fur on the ground.

The truth is that the reason is noble, the “bigger” girl of my parents goes to church, ask blessing for marriage already materialized in the eyes of the law. It will be feast day, my parents house will open doors to friends and family, so that Marta “leaves home”  to the new stage of his life, the blessed marriage.

I understand happiness, after all, many of us dream with the wedding day and many others dream of the wedding day of the daughters. It’s called the happiest day of a woman’s life … after becomimg a mother. I think that, as a not married nor mother women. I know however that here at home the nervous niggling begins to trigger. What is not pleasant, at least for me, whose nervous niggling focuses on the fact that they have already started the “cleaning for the wedding.” Obviously I’m not nervous about my sister’s wedding, is the law of life. Now paint the walls, giving back to the room, where so often I slept and I am right now using as an office, is abusive. She will not marry the house, handsoming the house serves only to deceive the photographers, because in fact that is not how we are. We are people living the home … These attitudes reminds me going to the hairdresser, when my cousin’s Arsenio got married. He married in Alvarenga and had to leave home very early and so, we went to the hairdresser the day before. Aunt Lina, groom’s mother, asked for a “up pony tail”, the hairdresser did it, and she spent a sleepless night not to spoil the hair … THE NIGHT BEFORE THE BIG DAY … I was so tired on wedding, it was nice and simple, but I do not remember much more than being kissed by the bride branch … Now here’s another matter that scares me at weddings. The bride throws the branch, and the single lady that the catchs it, is the next to marry. My cousin got maried 10/11 years ago, and I don’t even have been asked. I’m just saying that this is just a way to hide the reality. The day is for the bride, period. She is concerned to take advantage of the fact that she is the queen and princess, you think she will share part of that “luck” is called innocense … Speaking of the day is for the bride. If the day is for the bride, why have my parents decided to leave my nest in a more “beautiful” one? Not my nest that will marry, Marta …

See, niggling nervous, this is what marriage is making me, a mess to my central nervous system… bollocks.

What happens when stir my central nervous system! ??! WELL, I went to the kitchen. DO WHAT ?? Apple pies as McDonalds … The problem is that tomorrow I’m going to the endocrinologist … It seems that I’ll hear the doctor saying, “What happened to my skinny girl that is getting plump again.” If she tells me that I’ll reveal a cry attack and blame the fact that they have painted the leaving room.

TARTE DE MAÇA DO MCDONALDS

O que vais precisar?

  • 4 maçãs, descascadas e cortadas em cubos;
  • 1 colher de açúcar;
  • 1 pau-de-canela;
  • massa filo;
  • Óleo para fritar

Como vais fazer?

  1.  Colocas as maças com o açúcar e o pau de canela ao lume a ferver(não adiciones água, as maças já têm a água necessária). Quando estiverem cozidas, mas sem se desfazerem, desliga o lume e deixa arrefecer.
  2. Quando as maças estiverem arrefecidas, liga a frigideira;
  3. Estica a massa filo na bancada e distribui a maçã em montinho e tapa-os com outra folha de massa filo por cima.
  4. Cola as pontas e leva ao óleo bem quente;
  5. Deixa alourar, retira e serve com açúcar em pó por cima.

CAM00468 CAM00466

Vivam os noivos!

Estou a comer um gelado, made by Angie clouds, e a pensar no fim de semana que se avizinha… 2 casamentos e uma comunhão… Sim 2 casamentos, se não foi nisto que reparaste então volta a ler porque é sobre isso que vou contar.

2 casamentos… e tu pensas, Oh opta por um. Pois é, mas desta vez não dá. Por um lado tenho uma grande amiga da universidade, que viveu comigo e com quem tenho um grande à vontade, porque choramos juntas, roemos unhas juntas, ralhamos juntas, comemos juntas e quando as coisas apertaram, não nos separamos. Por outro lado tenho a minha companheira de básico e secundário, que foi criada comigo como uma irmã. Com quem tive pegas ridículas, com quem passei horas ao telefone a falar de amores e desamores. com quem tantas vezes dormi, que em vez de dormir nós falávamos feito duas relas. Enfim 2 pessoas que me dizem muito. Como ainda não inventaram para o mundo muggle o vira-tempo/ time-turner, tive de tomar uma decisão. O meu namorado conta uma história melodramática sobre as lágrimas vertidas, o ranho assoado… enfim um dos meus momentos sexy, eu conto que foi difícil tomar uma decisão mas teve de ser. Ou seja vou à cerimónia da minha amiga, peço uma marmita para o caminho (Se estiveres a ler isto, por favor avisa a tua mãe da marmita) e volto para ir ao casamento total da minha prima. A parte da festa é a parte que por norma todos gostam mas onde dificilmente se vê ou fala com os noivos, por isso, estou a fazer um post para estes noivos em especial. Por um lado porque pouco vou ver a minha prima na festa, por outro porque não vou poder ver a minha amiga e o futuro marido durante a festa.

Então aqui vai.

Eu desejo-vos aos 4, a cada par individualmente, tudo de incrível. Que se baseiem no amor entre cisnes, pinguins ou agapornis. Onde um vive com o outro e para o outro. Onde cada um tem a sua personalidade mas aprende a adaptar-se ao outro. Onde dormir no mesmo ninho é um privilégio e encontrar-se na vida é uma sorte. Quero, de vontade, que se amem e que desse amor saiam frutos, sejam eles concebidos na vossa intimidade, ou porque encontraram esse fruto durante a vossa jornada em família. Que nas vossas casas reine a teoria do, eu posso zangar-me contigo mas ninguém vem cá zangar-se contigo sem que eu te defenda com unhas e dentes. Que sigam a teoria dos casais de longa duração, espécies raras nos dias que correm, não se deitem zangados, mas sim conversados e resolvidos. De sábado em diante vocês estão a iniciar uma família, aprendam que a família é para a vida, pode haver exaltação, irritação, chateação, mas são família e as famílias aprendem a ultrapassar os problemas.

Assim, meus caros e bons amigos, família de sangue e família do coração, desejo-vos muita felicidade, um dia de festa de arromba, umas núpcias de querer mais e uma vida em comum com sabor a chocolate… são mais as pessoas que admiram o chocolate do que o mel…

Posto isto, viva os noivos!

Ps: Aproveito este post para dar os parabéns à minha prima Judite e ao futuro marido Ricardo que também casam este ano, calma tudo vai correr bem. Também vos desejo estes votos!

Por falar em mel e chocolate, o meu gelado acabou… Gelado faz-me lembrar sobremesa de casamentos. Hoje trouxe a receita do meu mais novo gelado, parece que estou a falar de um filho, mas é só um gelado. Aqui vai.

GELADO DE CHOCOLATE CROCANTE

O que vais precisar?

  • 1,5 tabele de chocolate de culinária (300g)
  • 2 pacotes de natas (400ml)
  • 400gr de beijinhos (iguais aos da receita do gelado de morango)
  • 2 colheres de sopa de licor de chocolate, ou vinho do porto
  • 3 colheres de sopa de nozes crocantes
  • Chocolate em pó q.b.

Como vais fazer?

  1. Tritura os chocolate em um bocados grosseiros e reserva;
  2. Bate as natas até ficarem bem espessas;
  3. Desfaz os beijinhos e adiciona à massa, como no gelado de morango, com auxilio de uma colher de pau;
  4. Adiciona o licor e continua a mexer;
  5. Adiciona o chocolate e as nozes e mexe tudo muito bem;
  6. Forra uma forma de bolo inglês com papel celofane, e coloca o gelado dentro;
  7. Polvilha a superfície com o chocolate em pó;
  8. Leva ao congelador para solidificar e serve.

Aproveita e não penses nos casamentos que se avizinham…

ImagemImagemImagem