Ao meu marido!

São 19.33 de segunda-feira dia 25/6.

Estou esgotada, sentada ao lado do meu marido, num lounge do aeroporto de Frankfurt.

O meu marido.

Casamos no sábado passado. Houve nesse dia um apaziguamento quente entre os santos populares. Esteve um sol incrível, que me aqueceu a alma, mas não tanto como o abraço que o meu marido me deu quando cheguei ao pé dele no altar.

Foi possivelmente dos mais bonitos dias da minha vida. Eu sou uma pessoa feliz… Confesso que um bolo de chocolate é suficiente para me deixar feliz. Mas no sábado foi diferente. No sábado eu deixei o meu nome de 30anos para ser Rocha Couto. Não que o Pedro fizesse questão disso, mas eu fiz. Porque agora somos uma família, a família Rocha Couto. E foi essa felicidade que me encontrou no sábado, a felicidade de iniciar oficialmente (porque, fora os olhos oficiosos já começou à mais tempo) a família Rocha Couto. Temos um “filho” de quatro patas, e provavelmente teremos um de duas… Mas somos família. E isso para mim é motivo para ser a pessoa mais feliz de sempre.

Hoje estamos a tentar chegar a Veneza à aproximadamente 16h, mas estamos juntos. Estamos esgotados, mas estamos juntos. Estamos revoltados com esperas e trocas e baldrocas de voos… Estamos a roçar o desespero, e eu já chorei como uma criança abandonada, ali no sítio do aeroporto onde a única coisa que se houve é a senhora das informações. E o meu marido, que se está a controlar para não ser preso em território europeu mas não nacional, deu-me um abraço com sabor a casa… E eu parei de chorar e pensei, Veneza deve ser incrível e nós devemos lá chegar a qualquer momento, mas contigo eu espero. Eu aguardo, porque já não estou sozinha, agora tenho sempre o maridão por perto!

Anúncios

5 pensamentos sobre “Ao meu marido!

  1. Querida Angelica, gostei muito do teu post, tem os pés no chão, e é essa a tônica… Casamento não é nem nunca foi um “mar de rosas”, mas o legal é ter alguém, muitas vezes incondicional, com quem contar. é aquela divisão de dissabores que fazem com que as coisas sejam mais facilmente levadas. E o importante no meio disto tudo é querer o melhor para a tua cara metade e a outra metade querer o melhor para ti, e assim ficarão no meio do caminho para os dois. E mais perto daquilo que no fundo queríamos, pois estamos a trabalhar em conjunto. só que ele faz por ti e tu fazes por ele. Que sejam sempre muito felizes e maduros para entender a vida à dois. Beijos com carinho.

  2. Angelica…ou devo dizer gegelca 🙂 Adorei o teu post…Boa caminhada a dois ou tres ou mais….o mais importante é guardares esta tua felicidade e noçao de descomplicar a vida. Bjinhos grandes

    • Vou seguir este teu conselho… Já vi que contigo funciona muito bem. O teu telefonema no dia 22 ainda hoje me vem à mente muitas vezes. Ajudou-me de uma maneira q tu nem imagina!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s