Crepes Chineses Aldrabados…

Versão Portuguesa

Sabes quando vais a conduzir e o teu carro pede para aumentares ou diminuíres as mudanças? Isto, foi das primeiras lições de condução que aprendi com o meu pai. “Ouve o som do motor. Ele quer mais uma!”. Foi assim que aprendi a ouvir o motor do meu carro, se bem que por vezes venho tão distraída que deixo de o ouvir, principalmente quando toca uma musica que conheço, na rádio. No entanto, isto fez-me aprender a ouvir outras coisas. Quase como o cego, que toda a vida viu e sem contar perde a visão, é obrigado a apurar outros sentidos. Eu apurei a minha audição, o Pedro acha que não, mas eu aprendi. Até porque eu refinei a minha audição interna, principalmente o canal que vem do meu estômago. Aquele que me permite ouvir a minha barriga dizer:”Angélica manda chocolate que eu estou sem açúcar.” ou “Angélica e a xixa vermelha? Quero muito muito carne mal passada”. É verídico, o meu estômago fala-me assim. E eu entendo tão bem, que há uns dias ouvi-o pedir legumes. A verdade é que quando ouvi ignorei, e pensei que só poderia estar em sofrimento. No entanto, ele persistiu e alegou que ou vinham os legumes ou então fazia greve ao processo digestivo, e depois queria ver quem o aturava. Honestamente, pensei mesmo continuar a ignorar, no entanto, não aguentei por muito, até porque o novo ano Chinês estava a começar, e todos sabemos que os que os Chineses usam mais na sua alimentação são os legumes.

Eu não sou grande fã de comida chinesa. já fui a alguns restaurantes, mas nunca tive uma refeição suficientemente satisfatória. Provavelmente nunca fui aos melhores sitio, porém, se há coisa que eu gosto, são os crepes. São tão bons, trazem muitos legumes e no entanto eu não me importo, porque eu sei que a bolinha de carne de porco vai aparecer também. Então como-os contente e regalada como se de um bife se tratasse. Ou seja, não sou fã de comida Chinesa, sou no entanto fã de crepes chineses.

Assim sendo, quando o estômago falou e depois de muito o ignorar, prometi a mim mesma que estava na hora de me aventurar pela cultura chinesa. Ui que resultado. Já experimentei isto há alguns dias, mas hoje enquanto escrevo estou a babar por me lembrar do sabor.

English Version

You know when you’re going to drive your car and it asks you to go up or down on your shifting gear? This was the first driving lessons I learned from my father. “Hear the engine sound. It wants one more.” It was how I learned to hear the engine of my car, although sometimes I’m so distracted that I can’t hear, especially when on the radio is playing a song I know. However, this made me learn to listen to other things. Almost like a blind man who saw forever in his life and suddenly loses his sight and he is obliged to refine other senses. I refined my hearing, Peter doesn’t think so, but I learned. Also because I have refined my inner hearing, especially the channel coming from my stomach. One that allows me to listen to my stomach saying. “Angélica send some chocolate, I’m sugar free” or “Angélica what about red meat? I need blood from meat.” It is true, my stomach tells me so. And I understand so well that a few days ago I heard it asking for vegetables. The truth is that when I heard it I ignored it, and thought that could only be in distress. However, he persisted and claimed that either vegetables or a strike on the digestive process. Honestly, I thought on continuing ignoring it, however, I couldn’t stand for long, because the Chinese New Year was beginning, and we all know that the Chinese use a lot of vegetable on their gastronomy.

 

I’m not a big fan of Chinese food. I’ve been to a few restaurants, but never had a sufficiently satisfying meal. Probably I’ve never gone to the best place, but if there’s one thing I like are the spring rolls. They are so good, and bring a lot of vegetables and yet I do not care, because I know that the pork ball will also appear. So I eat them happy, and self-indulgence as if it were a steak. In other words, I am not a Chinese food fan, I am however a fan of spring rolls.

 

Therefore, when the stomach spoke and after much ignoring it, I promised myself that it was time to venture out for Chinese culture. What a result. I’ve tried this a few days ago, but now as I’m write I am drooling for reminding me of the flavor.

CREPES CHINESES ALDRABADOS

O que vais precisar?

  • 2 cenouras raladas;
  • 1 lata de milho;
  • 1 lata de cogumelos laminados;
  • 150gr de bacon;
  • masa filo;
  • vinho verde 2 copos;
  • molho inglês
  • 1 colher de sobremesa de sopa de rabo de boi;
  • 1 colher de sobremesa de farinha maizena;

Como vais fazer?

RECHEIO

  1. Coloca o bacon numa wook e quando começar a libertar a gordura, adiciona os vegetais e uma colher de azeite;
  2. Deixa misturar sabores e adicionas 1.5 copos de vinho e uma colher de sobremesa de molho inglês;
  3. Ao resto do vinho adicionas a maizena e misturas até ficar homogéneo. Depois mistura também a sopa de rabo de boi e coloca na wook, mistura tudo e deixa repousar;

FAZER OS CREPES

  1. Pega na massa filo e divide em quatro pedaços. Eu fiz duas camadas de massa, para ficar mais resistente. Coloca o recheio e enrola, como no videohttps://youtu.be/FJTdKyDg_2Y

FINALIZAR

  1. Coloca óleo numa frigideira, de batatas fritas. Quando estiver bem quente, coloque os crepes e frite-os.

WP_20160208_19_56_47_Pro

 

Que te saiba tão bem como me soube a mim. Ps: o meu estômago já se esqueceu dos legumes!

WP_20160208_20_04_35_Pro.jpg

Anúncios

Um pensamento sobre “Crepes Chineses Aldrabados…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s