Fim-de-semana na floresta…

Versão Portuguesa

Eu e o Pedro, no dia em que o chocolate foi rei, completamos 4 anos de namoro. Então, concluímos que merecíamos um festejo só nosso. Nunca imaginamos foi, que acabaríamos no meio do pinhal…

Pois bem, eu tomei controlo da organização do fim-de-semana, como normalmente tomo controlo da organização da maioria das nossas actividades a dois, e encontrei um resort turístico. Cometi o erro gravíssimo (que cometo quase sempre) de não visitar páginas tipo trip adviser, ou travelog para ler a opinião de utilizadores… como tal,  no dia anterior a zarparmos, e depois de tudo marcado, li alguns comentários assustadores ao resort, do tipo: “ah e tal os acessos são horríveis”, “tem muitos bichos” (que estás à espera Angie, marcaste para um resort no meio da floresta….). Liguei para o resort para obter mais informações. Confirmou-se um carro baixo fica, com todo o seu baixio, em estado a roçar o coma… pronto, solucione o caso e pedi o carro ao meu pai. Sexta-feira, 19:30, estávamos no jipe, com a mala carregada e prontos para o desconhecido… nem sei por onde começar. Estrada nacionais sem iluminação, estradas municipais com menos iluminação ainda. Estradas com aviso em cima do a acontecimento. Salvação?? O GPS do meu Windows phone, que não precisa de net para dar indicações.

Finalmente chegamos ao lugar combinado com os donos do resort, para nos levarem ao destino. Agora imagine-se a nossa imprudência, 20:30 da hora antiga, noite cerrada, no centro de uma pacata vila Portuguesa, cujos habitantes, não sei onde estavam, mas não era ali pela certa. Recebemos um senhor e o seu pupito, e seguimos as indicações dele que nos levava para um pinhal bem bem longe da civilização…. O Pedro como sempre, desconfiado e metódico trancou o caro. Eu como sempre, imprudente, questionei o gesto. Contudo, quando vi o Homem a cortar caminho para a floresta densa alertei o Pedro para que mantivesse tudo trancado. Como já era de esperar, por esta altura o Pedro já tinha alcançado o pensamento que estávamos num carro envidraçado, trancar as portas não ia adiantar. Acabou por comentar algo do tipo:”e que?? vais sair daqui por onde??”

Afinal o homem era sério, e bastante agradável, lá nos conduziu ao nosso bungalow no meio do pinhal. Existem 6 bungalows e eu diria que só um não estava ocupado. Ou seja existiam mais pessoas para alem de nós.

O Senhor deu-nos algumas indicações, o Pedro apanhou praticamente tudo, eu já não posso dizer o mesmo porque estava cheia de fome. Sabes bem como funciona uma mulher esfomeada… NÃO FUNCIONA…

Iniciamos assim a nossa estadia no meio do mato, campismo selvagem! Com direito a casa de banho, quarto individual, água quente, cozinha equipada, sofá e mesa… Ah e quarto de hospedes!!! Foi o melhor campismo selvagem da minha vida. Não percebo estas pessoas que fazem campismo selvagem e têm de se refugiar de ursos e lobos, só precisam trancar a porta da frente…

Naquela noite, não vimos nada, no dia seguinte descobrimos a pureza da natureza em estado a roçar o bruto. Afinal existem ali bungalows com electricidade e água quente!

Passado o drama inicial, tudo correu bem, acabei até por fazer Lulas recheadas durante o fim-de-semana, receita que vou dar hoje. Imagino que estejas a pensar: “O quê?? Foste passar o fim-de-semana fora, e cozinhaste?!”. Bem, na verdade tens de te lembrar da minha premissa:”Cozinhar é a minha forma de relaxar”. Depois, é assim, aquilo fica a 15minutos da civilização moderna mais proxima, ou seja se fossemos fazer refeições fora, perdiamos o rasto ao pinhal. Eu oriento-me bem, mas perco-me sempre….

Quero desde já mencionar o espaço, Quinta do Engenho em Sever do Vouga (mas não fica em Sever do Vouga). Muito giro e agradável, e as pessoas são muito simpáticas.

English Version

Pedro and I, on the day that Chocolate was king, completed four years of dating. So, we conclude that we deserved a celebration only for us. What we never thought was, we would end up in the middle of forest …

Well, I took control of the organization of weekend, as usual , and found a eco-resort. I made the huge mistake (that I often make) not visiting trip adviser type pages, to read the opinion of users … as such, the day before we went, and after all marked, I read some scary reviews of the resort , like ” accesses are horrible,” and “has a lot of bugs” (what do you want Angie, you reserved for a resort in the woods ….). I called the resort for more information. It was confirmed a low car wont survive … Cool, solve the case… Well I asked my father’s car. Friday, 19:30, we were on the jeep, with the suitcase loaded and ready for the unknown … I do not know where to start. National road without lighting, municipal roads with less lighting. Roads with notice upon the event. Salvation?? My Windows phone GPS, which does not need internet to give directions.

Finally we met with the owners of the resort, they were suposed to take us to the destination. Now imagine our recklessness. 20:30, thick night, in the center of a quiet Portuguese village, whose habitants we do not know where they were, but it was not there for sure. We received a man and his puppy, and follow his leads to woods and far from civilization …. Pedro as always, suspicious and methodical locked the car. I, as always, reckless, questioned the gesture. However, when I saw the man cutting deep into the woods, warned Pedro to keep everything locked. As would be expected, by this time Pedro had landed the thought that we were in a glassed car, locking the doors wouldn’t be enough. So, he looked at me and said:”and how are we gonna get out of here ??”

After all, the man was very pleasant and led us to our bungalow in the middle of the woods. There are 6 bungalows and I would say only one was not busy. So, we weren’t lonely in the woods.

The man gave us some indication, Peter caught just about everything, I can not say the same because I was starving. You know how a starving woman is … DOES NOT FUNCTION …

So we began our stay in the woods, wild camping! With the right bathroom, single room, hot water, kitchen, sofa and table … Oh and guest room !!! It was the best wild camping in my life. I do not understand these people who make wild camping and must take refuge from bears and wolves, they only need to lock the front door …

That night, we saw nothing, the next day we discovered the purity state of nature in almost crude. After all there are bungalows with electricity and hot water!

After the initial drama, everything went well. I ended up cooking stuffed squid during the weekend, recipe that I’ll give today. I suppose you’re wondering, “What ?? You were spending the weekend out, and you cooked?!”. Well, actually you have to remember my premise: “Cooking is my way of relaxing.” Then, we were 15minutes away from the nearest modern civilization, that is if we were out to dine, we would have lost the track of the woodst. I have great orientation, but I get lost a lot ….

I want to mention the space provided, the Quinta do Engenho in Sever do Vouga (but is not in Sever do Vouga). Very cute and nice and people are very friendly.

IMG_1135 IMG_1137

LULAS RECHEADAS

O que vais precisar:

  • 2 lulas por pessoa, das grandes;
  • 1 mini caixa de chouriço cortado por cada duas lulas;
  • Molho de tomate;
  • Cerveja
  • 2 dentes de alho, inteiros sem casca;
  • Sopa de rabo-de-boi , em pó;
  • Loureiro;
  • Água, a garrafa de cerveja é a quantidade certa;
  • Não se coloca sal, porque o chouriço já activa bastante os sabores.

Como vais fazer?

  1. Colocas a panela ao lume com: molho de tomate, cerveja, 2 dentes de alho, inteiros sem casca,sopa de rabo-de-boi, loureiro e a água e deixa levantar fervura;
  2. Enquanto isso, limpa bem as lulas e enche-as, de chouriço.
  3. Quando o molho começar a ferver, coloca as lulas dentro e deixa cozinhar, até reduzir o liquido a um molho um pouco mais consistente. (cerca de 30 minutos em lume brando);
  4. Trata do acompanhamento, eu fiz arroz seco, mas uma boa opção são as batatas fritas;
  5. Quando as lulas estiverem prontas, faz uma cama de arroz, ou batatas, colocas as lulas por cima e regas com o molho.

IMG_1144

Anúncios

Um pensamento sobre “Fim-de-semana na floresta…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s