bolos de arroz e laranja e adolescentes conscienciosos

Hoje vou contar-te o que preenche as minhas sextas à noite, extra tomar café com o namorado e os amigos.

Todas as sextas a partir das 6,30 da tarde, eu deixo o que estiver a fazer e dirijo-me para a cozinha do salão paroquial da cidade de Espinho para me reunir com a família FasSopa. A família FasSopa tem um objetivo, servir os mais necessitados, mais propriamente servir uma refeição quente a pessoas que vivem na rua ou pessoas que vivem nas suas casas, mas infelizmente não têm como subsistir. Esta família é composta por muitos filhos e filhas de pais distintintos, contudo não é isso que os faz menos próximos, eu diria até que é o facto de não terem de viver juntos que torna esta família tao unida e disponível. Os elementos desta família são pré-jovens ou adolescentes e jovens com idades entre os 15 e os 28, ou seja já estou a atingir o meu limite de idade… mas isso não vem agora para o caso. Extra estes jovens, existem os membros honorários, que foram as pessoas que criaram este projeto e ainda os jovens adultíssimos… ou seja a nossa cozinheira, os meus pais e ainda e ainda um senhor que ouviu falar de nós, veio fazer uma doação e desde então passou a estar sempre presente.

Hoje senti necessidade de falar destas pessoas, porque nesta família eu cresci muito como pessoa, não só pelo que vivemos, e vemos mas também pelo despoletar de sentimentos que em determinados casos nunca seríamos capazes de os conhecer. Senti também necessidade de falar do FasSopa porque preciso de agradecer a todas as pessoas que tornam este projeto mais que possível, a todas as pessoas que servem, que trabalham e nunca, em momento nenhum pedem nada em troca… eu acho que na verdade muitos destes adolescentes são subestimados, porque temos a ideia que o adolescente vive dentro de um armário e que é uma fase complicada de entender… no entanto não é isso que eu vejo nestes adolescentes. Eu vejo um amor ao próximo, uma necessidade de lutar contra os estereótipos da sociedade e mostrar que o marginalizado tem tanto direito como o Dr. Que estudou na universidade xpto em muito à custa do esforço do senhor que varre a rua.

Eu digo que é incrível ver a força a génica, a vontade que cada um deles deposita na sua tarefa. Eles brincam, conversam e mesmo assim tornam possível o serviço. Eu digo ver, porque neste momento posso-me dar ao luxo de ir só verificar tarefas… eu assumo isto…

Quando eu penso nestes jovens, lembro-me sempre da forma como tratamos certos bolos existentes na vitrine de uma pastelaria… um deles é o simplório bolo de arroz. Se formos a reparar bem, este bolo existe em todos os sítios que tem vitrines de bolos, e no entanto é dos últimos bolos a ser escolhido… porque é simples, não tem chocolate na cobertura, não sabe a doce de ovos… nada, no entanto é dos bolos mais saciantes e menos calóricos que existem e é tao reconfortante…. Estes jovens são assim, não tem o peso da idade, mas tem o amor que muitos adultos nunca terão.

Posto isto, imagina só que receita te trago??? Precisamente, bolos de arroz e laranja.

Bolos de arroz e laranja:

O que vais precisar?

  • 300gr de açúcar;
  • 300gr de farinha de trigo;
  • 100gr de farinha de arroz;
  • 150gr de manteiga derretida;
  • 6 ovos inteiros mais leite (total de 500ml);
  • Rapas e sumo de 1laranja;

Como vais fazer?

1° liga o forno a 100°;

2° bate o açúcar e a manteiga e a raspa de laranja;

3° quando a massa anterior estiver homogénea adicionar o leite e ovos e mexer bem.

4° adiciona as farinhas e bate tudo.

Ps: estes bolos devem ser batidos sempre com a batedeira, de contrario não fica tao consistente como deve.

5° leva o ao forno em cartuchos de cupcakes, dividindo a massa como se fossem cupcakes;

6° quando começar a criar crosta (10m), retira e cobre com um bocadinho de açúcar e volta a levar ao forno. Retira quando depois do teste do palito não restar nada.

7° pica cada um dos bolinho e rega-o com o sumo de laranja.

8° espero que tenhas a sensação de conforto que falo.

Imagem

Anúncios

Um pensamento sobre “bolos de arroz e laranja e adolescentes conscienciosos

  1. Uma “homenagem” bem merecida. Um bem haja a todos os que contribuiem ou contribuiram para este projecto. Sem dúvida que são pessoas espectaculares e com um valor incalculável pois sem elas muita gente não teria o que comer pelo menos uma ou duas vezes por semana. Um feliz ano novo para ti e que continues com força para ajudar os outros. Infelizmente não existem ajudas que deveriam existir o que torna tudo complicado. Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s