Voltei voltei, Voltei de lá!!

Ok, é verdade já não escrevo nada à meia eternidade, mas isso deve-se ao facto de eu andar com muito pouca capacidade de concentração… Pouca capacidade de concentração leva-me à mais recente colecção de livros que li da autora Darynda Jones e cujos títulos nos levam até ao cemitério… Qualquer coisa como primeira campa à direita, seguindo-se uma panóplia de localizações topográficas de campas… A colecção é muito boa e retrata uma jovem com um elevado défice de atenção, que tem a capacidade de falar com mortos e direcciona-los para casa de Deus… Incrível, o problema é que ela apaixona-se pelo filho do Sr. Lúcifer, quase faz lembrar o ódio entre os Capuleto e os Monteccio, pobres Romeu e Julinha!

Quanto à história, muito boa mesmo, como diz o bonitão do meu namorado, não ganhes juízo não, um dia destes conversas tu com os mortos… Sim eu confesso viciei-me e coloquei três almas extra eu igualmente coladas.

Como podes ver acabei de ter um momento de défice de atenção… Quanto à minha justificação para a falta de actualizações aqui fica, a minha concentração culinária mantém-se, agora a de contadora de sonhos está em estado depressivo…: Porém, hoje e enquanto me encontro sentada na fila de espera da divisão de urbanismo da câmara municipal, eis que chega o meu momento, a  inspiração sonhadora bateu à porta do meu cérebro e acaba de me reportar para uma ida a um pequeno concurso de comidas.. mais conhecido por Chef online, promovido pelo continente. Eu decidi enviar uma candidatura, incitada pela mais recente mamã da família e achei que não ia dar em nada, acontece que deu e eu acabei em Lisboa, na companhia do meu Pai e da Andreia, a dar a provar a minha tarte. Tudo corria bem, eu já me imaginava a conversar com a Taninha e o João… mas enfim no momento do veredicto decidiram que eu não estava apta a passar. Deprimi, estrebuchei, mas tudo internamente, o meu núcleo duro foi muito importante porque disse: “olha deixa lá, a tua tarte é realmente muito boa” eu fiquei agradecida, ao menos apoiaram-me.

Assim, e não querendo recordar esse veredicto, decidi partilhar uma outra receita com o fruto da paixão. Sim eu sei, nesta altura o fruto da paixão é caro como os combustíveis fosseis, oh tá bem, mas este blogue é para ser visitado, as receitas de hoje não são para fazer hoje, mas no dia em que os materiais se encontrem à mão.

Cupcakes de maracujá:

O que preciso?

  • 200g de açúcar amarelo
  • 100g de manteiga amolecida
  • 4 Ovos
  • 2.5dl de maracujá
  • 250g de farinha
  • 1 Colher de chá de fermento
  • Manteiga, farinha
  • Papel canelado de cup-cakes
  • 1 Bacia

Como fazer?

1º Seguir as dicas do forno e de preparar o tabuleiro que vai ao forno

2º Divide os ovos e bate as claras em castelo, até ficarem bem rígidas!!

3º Bate o açúcar com a manteiga amolecida e as gemas

4º Adicionar o maracujá e não parar de bater o bolo.

NB: é muito importante bater bem a massa para ela ficar solta!

5º Adiciona as claras em castelo, mistura muito bem ao preparado anterior.

6º Adicionar a farinha e o fermento, envolver muito bem a massa.

7º Levar ao forno, acompanhar o crescimento dos cup-cakes. Já sabes, com auxílio de um palito pica e ver se sai massa.

8º Retira do forno e da forma metálica.

9º Decora com açúcar em pó

10º Deixa arrefecer e serve.

 

Imagem

 

Agradecimentos:

Obrigada Dino Meira pela inspiração para o título!!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Voltei voltei, Voltei de lá!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s